Qual é o meu lugar no mundo?

A vida está definida em dois gêneros: masculino e feminino.

Essa separação ou divisão é parte de uma estratégia evolutiva que deu certo. Reproduzindo-se podem avançar. Avançando podem reproduzir-se. Todas as espécies tem essa estratégia natural.

Porém, é nas famílias que vemos melhor a natureza do psiquismo masculino e do feminino, sua forma de atração, sua motivação, seus temperamentos, tanto nos aspectos distintos como nos complementares.

Constatamos visualmente a diferença entre o menino e a menina, primeiramente pelos aspectos sexuais primários, mas também temos os secundários: o formato das mãos, os olhos, a voz, o cabelo, a altura, as nádegas, o jeito de andar…

Da mesma forma constatamos física e psiquicamente as diferenças entre Alfa, Beta e Gama.

Mais que a posição dos filhos na família, são estados de consciência que predispõem a pessoa a um determinado modo de funcionamento.

Alfa, o que abre caminhos, o que faz acontecer, mete a cara; Beta, o que espera e sente, percebe valor, busca significados; Gama, o que traz o entendimento e a compreensão, raciocina e mostra o cenário. São capacidades humanas que todos têm, mas que se ressaltam em cada tipo.

Descobrindo seu lugar na família, você descobrirá seu lugar no mundo, podendo, a partir de então, afrouxar as rédeas e se sentir livre das cargas que não lhe pertencem.

Para descobrir se suas cargas sistêmicas são Alfa, Beta ou Gama, responda ao questionário abaixo (encaminharemos o resultado para o seu e-mail).